Um dos grandes golpes e escândalos do Vale do Silício vai a julgamento

Elizabeth Holmes, a jovem que deslumbrou o Vale do Silício com seu sistema de teste de sangue capaz de detectar doenças com apenas uma picada no dedo, enfrenta uma dúzia de acusações de fraude e conspiração. Começa nesta terça-feira a escolha do júri que vai definir o futuro da criadora da startup Theranos, na Justiça Federal de San Jose (Califórnia), que corre o risco de ser condenada até 20 anos de prisão. O Departamento de Justiça acusa a empresária e seu ex-sócio e ex-namorado Ramesh Balwani de enganar investidores, médicos e pacientes. Ambos se declararam inocentes. Os advogados de Holmes planejam defender no julgamento que a fraude não foi deliberada e que Balwani manipulou e abusou de sua sócia nos anos em que executou o golpe.

Seguir leyendo

Continue lendo no EL PAÍS Brasil.