E agora, Jair? Ser preso, ser morto ou ser ditador?

Foto: Alan Santos/PR

Essas três alternativas sobre seu futuro próximo — ser preso, ser morto ou ser ditador — foi o próprio presidente Bolsonaro quem pronunciou, num desvario cada vez mais evidente, num encontro de líderes evangélicos numa igreja em Goiânia, há alguns dias.

Ainda mais insano tinha sido o pronunciamento, pouco antes, do chamado pastor e apóstolo Sinomar Silveira, na mesma igreja, reportando-se a uma mensagem recebida diretamente de Deus para ser entregue a Bolsonaro. Nela, Deus confirmava ter escolhido Jair Bolsonaro e afirmava que o Brasil se tornaria a maior nação do mundo, graças ao presidente.

Tratava-se evidentemente de um grande show, alguma coisa na contracorrente de uma Semana da Arte Moderna de Oswald de Andrade e do Manifesto Tropicalista, mas um show delirante em que

Continue lendo no Observatório da Imprensa.