Ao mestre Nilson Lage, com amor e gratidão

Nilson Lage dedicou mais de 50 anos à reflexão acadêmica e à prática jornalística.

O senhor saiba: eu toda a minha vida pensei por mim, forro sou nascido diferente. Eu sou é eu mesmo. Divêrjo de todo o mundo… Eu quase que nada sei. Mas desconfio de muita coisa.

(João Guimarães Rosa, em Grande Sertão: Veredas)

 

Em setembro de 2018, a jornalista Lara Lima e eu o acompanhamos para que ele pudesse receber o “Prêmio José Marques de Melo”, em Joinville (SC), onde acontecia o Congresso Nacional da INTERCOM (Sociedade Brasileira de Estudos Interdisciplinares da Comunicação). Nilson Lemos Lage, seguramente o mais notável pesquisador em jornalismo do país, recebia mais um reconhecimento de seus pares, que ele generosamente dedicou ao seu contemporâneo Marques de Melo — de quem estivera distante nos últimos anos

Continue lendo no Observatório da Imprensa.