Imprensa não detalhou como os partidos calcularam o custo das eleições de 2022

Foto: Jcomp/Freepik

Não é só por se tratar de verbas públicas. Mas também para assegurar o mínimo de igualdade na disputa eleitoral entre os candidatos é necessário que a imprensa mergulhe na contabilidade dos partidos políticos para saber quanto custa eleger um parlamentar (federal e estadual), um governador e o presidente da República. A conta é difícil de fazer. Mas não é impossível. Hoje os jornalistas tratam do assunto no atacado. Estamos discutindo o valor do Fundão Eleitoral, que inicialmente estava previsto ser de R$ 5,7 bilhões. O valor foi vetado pelo presidente Jair Bolsonaro (sem partido) e hoje (23/08) os jornais abriram manchetes relatando que a quantia a ser proposta pelos partidos pode baixar para R$ 4 bilhões, em número redondos, pouco mais de 100% acima do valor de

Continue lendo no Observatório da Imprensa.