Lira fala sobre “julgamento nas urnas” após rumores golpistas

Foto: IstoÉ

O presidente da Câmara dos Deputados, Arthur Lira (PP-AL), divulgou nota no Twitter nesta quinta-feira em resposta a reportagem do jornal “O Estado de S. Paulo” que relatou que o ministro da Defesa, Walter Braga Netto, teria ameaçado com a não realização das eleições de 2022 se não fosse aprovada a PEC do “Voto Impresso” pelo Congresso.

Na postagem, Lira não negou nem confirmou o teor da reportagem, mas disse que “o fato é” que o povo brasileiro julgará seus representantes em outubro de 2022 através do voto popular e destacou que “as últimas decisões do governo” foram pelo reconhecimento da política – o presidente Jair Bolsonaro escolheu o presidente do PP, senador Ciro Nogueira (PI), para chefiar a Casa Civil no lugar do general da reserva e atual ministro, Luiz Eduardo Ramos.

 

A despeito do que sai ou não na imprensa, o fato é: o

Continue lendo no Blog da Cidadania.