Desmentir-se ou demitir-se: Braga Netto não tem outra saída. Por Fernando Brito

Publicado no Tijolaço

Walter Braga Netto

A notícia dada pelo Estadão, dando conta de que o general Walter Braga Netto, Ministro da Defesa, teria mandado avisar ao presidente da Câmara, Arthur Lira, que, sem o voto impresso adotado já em 2022, não haverá eleições é grave demais para ser deixada em suspenso.

No último dia 8, uma quinta-feira, o presidente da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), recebeu um duro recado do ministro da Defesa, Walter Braga Netto, por meio de um importante interlocutor político. O general pediu para comunicar, a quem interessasse, que não haveria eleições em 2022, se não houvesse voto impresso e auditável. Ao dar o aviso, o ministro estava acompanhado de chefes militares do Exército, da Marinha e da Aeronáutica.(…)O presidente Jair Bolsonaro repetiu publicamente a ameaça de Braga Netto no mesmo 8 de julho. “Ou fazemos eleições limpas no Brasil ou não temos eleições”, afirmou Bolsonaro a apoiadores, naquela

Continue lendo no Diário do Centro do Mundo.