EBC no Programa de Desestatização: mais um passo para desestruturar a Comunicação Pública no Brasil

Foto: ABR

Depois de sucessivas ingerências governamentais na gestão, inclusão de conteúdos meramente propagandistas na programação das emissoras e repetidos casos de censura a matérias e reportagens sobre direitos humanos, o Governo Federal decide aprofundar a desestruturação do caráter público da Empresa Brasil de Comunicação (EBC) ao, por meio do Decreto Presidencial nº 10.669/2021, incluí-la no Programa Nacional de Desestatização.

Apesar de a medida ser de abril deste ano, o desprezo do atual governo pela EBC é antigo. Neste sentido, vale lembrar que, ainda em 2018, poucos dias após eleito, Jair Bolsonaro afirmou publicamente a sua intenção de “extinguir” ou “vender” a EBC. Empossado presidente, não foram raras as declarações com teor semelhante.

Criada há menos de 15 anos, a EBC representa uma dívida histórica do Estado brasileiro com a

Continue lendo no Observatório da Imprensa.