Bolsonaro confirma o “terrivelmente servil” para o STF. Que seja rejeitado!

Continue lendo no Reinaldo Azevedo.