Prisão na CPI manda recado a investigados na Saúde

Pela primeira vez desde sua instalação, a CPI da Pandemia terminou o dia com um depoente preso. Por ordem do presidente da comissão, Omar Aziz (PSD-AM), a Polícia do Senado prendeu o ex-diretor de Logística de Ministério da Saúde Roberto Dias, por mentir sob juramento. Acusado pelo PM Luiz Paulo Dominguetti de cobrar propina por US$ 1 por dose de vacina durante um jantar, Dias disse que o encontro com o policial num restaurante em Brasília havia sido casual, mas dados do celular de Dominguetti,…


Continue lendo no Canal Meio.