Governo Bolsonaro pode ter se defendido com documento forjado

A nota de compra da vacina indiana Covaxin apresentada pelo ministro Onyx Lorenzoni, da Secretaria-Geral da Presidência da República era falsa, afirmou ontem, durante sessão da CPI da Pandemia, a senadora Simone Tebet (MDB-MS). No dia 23 de junho, horas depois de o deputado Luis Miranda (DEM-DF) e seu irmão, o servidor do Ministério da Saúde, Luis Ricardo Miranda, dizerem que haviam relatado ao presidente Bolsonaro denúncias de irregularidades na compra da Covaxin, Onyx fez um pronunciamento em tom…


Continue lendo no Canal Meio.