A busca do jornalismo profissional feito sobre, para e a partir das periferias e favelas brasileiras por assegurar o Direito ao Trabalho

Crédito: Correio Braziliense (2018)

No contexto de pandemia da Covid-19, muitas iniciativas de jornalismo feito sobre, para e a partir das periferias e favelas brasileiras têm dado uma verdadeira aula de cobertura de qualidade. Parte disso advém do forte sentimento de comprometimento e identificação dos jornalistas dessas iniciativas com o público a que se destinam, uma vez que ambos compartilham de um mesmo lugar de morada e ethos comunitário, o que lhes permite dizer que efetuam uma comunicação “dos nossos para os nossos”, como já discutido em artigo anterior. Outra parte, ao processo de profissionalização que algumas iniciativas inauguram e que reverberam, em uma rica produção jornalística de linguagem diversa e encharcada da realidade periférica e favelada. Fact checking, jornalismo de dados, ilustrações, podcasts disparados via aplicativo de mensagem, infográficos, mapeamento de ações solidárias

Continue lendo no Observatório da Imprensa.