Doutor Marcelo Queiroga é o ministro equilibrista no governo Bolsonaro

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Entre todos os ministros do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido), incluindo o da Economia, Paulo Guedes, o cardiologista Marcelo Queiroga, 55 anos, é aquele que não sabe se, no final do expediente de cada dia, ainda estará no cargo de titular do Ministério da Saúde. Não precisa muito para perder o emprego. Por quê? O Ministério da Saúde está no meio do fogo cruzado entre o negativismo de Bolsonaro em relação ao poder de contágio e letalidade da Covid-19. E os cientistas que reconhecem o perigo do vírus que já matou 440 mil brasileiros. E basta o ministro se atrapalhar em uma declaração pública e ir contra as crenças de Bolsonaro em relação ao vírus para ser demitido. Ou mesmo se tornar mais popular que

Continue lendo no Observatório da Imprensa.