Ex-policial condenado por morte de George Floyd pede novo julgamento

O ex-policial Derek Chauvin pediu nessa 3ª feira (4.mai.2021) a realização de um novo julgamento. Ele foi condenado em 20 de abril pela morte de George Floyd durante uma abordagem em maio de 2020, em Minneapolis, Estados Unidos.

A defesa de Chauvin argumentou que o julgamento foi realizado de forma injusta. No pedido (íntegra, em inglês – 138 KB), o advogado Eric Nelson disse que houve “má conduta do promotor e do júri; erros [no entendimento] da lei no julgamento; e um veredicto que é contrário à lei”.

O advogado afirmou que o júri “se sentiu ameaçado ou intimidado, sentiu pressão por questões raciais durante o processo e/ou falhou em seguir as instruções durante as deliberações”.

.mod-newsletter.full .title, .mod-newsletter.full h1 {font-size:18px;text-transform:none;} input.submit{margin-top: 0.2px !important;} .mod-newsletter.full .title small, .mod-newsletter.full h1 small{font-size:16px;}.mod-newsletter .title, .mod-newsletter
h1{font-family:”Prelo”,sans-serif;}.mod-newsletter.full input[type=text]{font-size:14px;padding: 10px 7px;}.mod-newsletter.full input[type=submit] {padding:9px 0;margin-top:-21px}.mod-newsletter.full {margin:15px 10px; padding:20px 15px 15px; border: 1px solid #d2d2d2; background:transparent; background-color#fff;}.enviar .container {width:100%;}.content.wp h1, .content.wp


Continue lendo no Poder 360.