ANVISA e Sputnik V, a cautela que exige cautela

Jurista Carol Proner destaca que, no entender do ex-ministro Luiz Henrique Mandetta, o estímulo ao uso de cloroquina contra a Covid-19 por membros do governo Jair Bolsonaro “violam, como mínimo, o princípio da cautela”. Cautela que nos faz pensar “na razão que motivou o parecer que desqualifica” a Sputnik V, “com eficácia comprovada em 91,2% dos casos”, acrescenta

Continue lendo no Brasil 247.