Total orçado para gastos ambientais em 2021 é menor do que média de valores pagos durante o governo Dilma

Há um desmonte significativo no Ministério do Meio Ambiente. No governo Dilma, entre 2011 e 2015, o gasto médio com preservação, conservação, controle e recuperação ambiental foi de R$ 627 milhões. Já no governo Bolsonaro, em 2021, o valor orçado para esses gastos é de apenas R$ 577 milhões.

window.uolads && window.uolads.push({ id: “banner-300×250-area” });

“Existe um sistema de governança ambiental: instituições, procedimentos administrativos, agências de fiscalização e controle, etc. A boiada passou aí — vários dos regramentos que sustentam o aparato de proteção foram modificados”, afirmou o secretário-executivo do Observatório do Clima, Marcio Astrini, em relação ao controle ambiental no governo Bolsonaro. À BBC News Brasil, ele disse que houve um desmonte total de todos os mecanismos de proteção ambiental.

Fonte: Base SIAFI (Ministério da Economia)

O post Total orçado para gastos ambientais em 2021 é menor do que média de valores pagos durante

Continue lendo na Revista Piauí.