Mandetta diz que avisou Bolsonaro sobre colapso na Saúde

Foto: JEFFERSON RUDY / AGÊNCIA SENADO

Pouco antes de ser exonerado do cargo de ministro da Saúde, o médico Luiz Henrique Mandetta enviou uma carta pessoal ao presidente da República, Jair Bolsonaro, alertando sobre a necessidade de adotar medidas como o isolamento social. Mandetta mencionou a carta no começo de seu depoimento à CPI da Pandemia no Senado Federal, nesta terça-feira, 4, ao responder a perguntas do relator Renan Calheiros (MDB-AL). Calheiros, no entanto, pediu a Mandetta que não lesse o documento na íntegra.

Na missiva, datada do dia 28 de março de 2020, Mandetta diz a Bolsonaro que o Ministério da Saúde não estava contando com o apoio do governo federal no enfrentamento à pandemia. O texto também alertou para a possibilidade de colapso do sistema de saúde do País. O ex-ministro foi demitido no dia 16 de abril após se recusar a respaldar orientações para uso de cloroquina,

Continue lendo no Blog da Cidadania.