Em casa e na rua, pandemia pesou mais para as mulheres

A pandemia de Covid-19 traz impactos particularmente severos às mulheres de todo o planeta, em face dos múltiplos papéis que elas exercem na vida social. Um dos efeitos mais danosos tem sido verificado nos trabalhos remunerado e doméstico. Como um dos países com pior desempenho no combate à doença, o Brasil se insere nesse quadro de modo alarmante. Quando se olha para o mercado de trabalho nacional, constata-se que a participação das mulheres dentro dele caiu de 53,3% no terceiro trimestre de 2019 para 45,8% no mesmo período de 2020. Se forem considerados somente os empregos formais, ou seja, com carteira assinada, o Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) revela que 81% das vagas suprimidas de janeiro a setembro do ano passado eram ocupadas por pessoas do sexo feminino.

window.uolads && window.uolads.push({ id: “banner-300×250-area” });

Fechando mais o foco, é possível identificar claramente um aumento

Continue lendo na Revista Piauí.