Falta ao atual governo uma epidemia de ridículo

Continue lendo no Josias de Souza.