A cada 100 brasileiros economicamente ativos, 86 trabalham presencialmente durante a pandemia

O apartheid sanitário imposto pela pandemia começa pela maior exposição ao vírus de brasileiros pretos, pobres e moradores de periferia – são eles que têm que sair mais de casa para trabalhar. Em plena pandemia da Covid-19, em novembro de 2020, 72,9 milhões de pessoas trabalhavam presencialmente. E apenas 11,8 milhões faziam trabalho remoto ou estavam afastadas, de acordo com dados do IBGE.

window.uolads && window.uolads.push({ id: “banner-300×250-area” });

Em novembro do ano passado, 7,3 milhões de trabalhadores estavam atuando de forma remota no Brasil. Na comparação com o mês anterior, houve uma redução de, aproximadamente, 260 mil pessoas.

Fonte: Dados do IBGE, compilados pelo Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea)

O post A cada 100 brasileiros economicamente ativos, 86 trabalham presencialmente durante a pandemia apareceu primeiro em revista piauí.

Continue lendo na Revista Piauí.