“Queremos testar medicamento contra Covid no Brasil”

Aos 66 anos, o imunologista brasileiro Michel Nussenzweig é chefe do Laboratório de Imunologia Molecular da Universidade Rockefeller, em Nova York. Nascido em São Paulo, aos 12 anos de idade mudou-se com os pais, os parasitologistas Ruth e Victor Nussenzweig, para os Estados Unidos, onde tornou-se professor, pesquisador e membro da Academia Nacional de Ciências do país. A partir do sangue de pacientes que sobreviveram à Covid-19, Michel e sua equipe conseguiram clonar dois tipos de anticorpos capazes de neutralizar a ação do Sars-CoV-2 e que poderiam ajudar no tratamento da doença. A empresa farmacêutica Bristol Myers Squibb comprou a licença para desenvolver um medicamento a partir da descoberta e, segundo o cientista, há negociações para a realização de testes clínicos no Brasil. 

window.uolads && window.uolads.push({ id: “banner-300×250-area” });

(Em depoimento a Lia Hama)

 

Quando a pandemia da Covid-19 teve início na China, eu e a

Continue lendo na Revista Piauí.