Brasil 2021: o eclipse de uma estrela emergente

(Foto: Roque de Sá/Agência Senado)

Fechamento definitivo das fábricas automobilísticas da Ford na Bahia, desastre sanitário no Amazonas. O Brasil em 2021 acordou com o pé esquerdo. Ontem, em 2016, o país ainda figurava na lista de honra dos países emergentes. 2016, 2017, 2018, 2019, 2020, ano após ano, o Brasil se encaminhou, passo a passo, degrau após degrau, em direção às margens, à periferia mundial, confirmando a anedota atribuída às vezes ao primeiro-ministro francês Georges Clemenceau, e mais frequentemente ao ex-presidente Charles de Gaulle, segundo a qual, diante da afirmação de que o Brasil seria o país do futuro, teriam vaticinado que assim continuaria sendo.

A situação sanitária é preocupante para o país, como para a maioria dos brasileiros. A pandemia atinge níveis ultrapassados apenas pelos Estados Unidos: 210.000 vítimas em

Continue lendo no Observatório da Imprensa.