Polícia do Rio está há 153 dias desobedecendo o STF

Helicópteros usados pela PM do Rio são considerados “instrumentos de terror” por especialistas em segurança pública.

Foto: Evaristo Sá/AFP via Getty Images

Enquanto você lê estas linhas, o helicóptero esquilo Fenix 2, que custou a bagatela de 20 mil dólares, apodrece nos quintais da Polícia Militar do Rio de Janeiro. Sem decolar desde 2018 por falta de manutenção, ele se torna dia após dia um dos pedaços de sucata mais caros da administração pública carioca.

Eu sei para onde você acha que esse texto vai. Desperdício de dinheiro público, o Rio está perdido e xá lá lá lá. Mas a verdade é que ter menos uma aeronave da polícia em funcionamento nos céus do estado é, neste momento, um alívio.

São menos chances de repetirmos situações como a que ocorreu na Maré, na zona norte do Rio, em setembro 2019. Na

Continue lendo no The Intercept.