Os 364 votos sim são um aviso do Centrão à Ala Ideológica sobre quem manda no governo

(Foto: Agência Brasil)

Não há o que nós jornalistas não tenhamos escrito sobre o caso do deputado Daniel Silveira (PSL-RJ), bolsonarista ligado à Ala Ideológica do governo do presidente Jair Bolsonaro (sem partido). Na terça-feira (16/02), Silveira foi preso em flagrante e sem direito à fiança pela Polícia Federal (PF) por ordem do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal (STF), que no ano passado mandou instaurar um inquérito para apurar as manifestações antidemocráticas acontecidas em Brasília. No dia seguinte à prisão, quarta-feira, os ministros do STF decidiram em plenário por unanimidade apoiar a decisão de Moraes. Na sexta-feira, os deputados, por 364 votos contra 130, optaram pela manutenção da prisão de Silveira durante uma sessão conduzida pelo presidente da Câmara, Arthur Lira, parlamentar do Centrão e homem de

Continue lendo no Observatório da Imprensa.