40% do lixo produzido no Brasil em 2019 foi descartado incorretamente

Das mais de 79 milhões de toneladas de lixo geradas em 2019, 72,7 milhões foram coletadas. Desse montante, 40% foi descartado incorretamente, ou seja, em aterro controlado ou lixão, que são prejudiciais ao meio ambiente. 

window.uolads && window.uolads.push({ id: “banner-300×250-area” });

Os lixões são locais a céu aberto que não possuem nenhum tipo de tratamento adequado para os resíduos. Em 2019, 17,5% do lixo produzido no país foi destinado a essas áreas. Na região norte, a situação é ainda mais grave: no mesmo ano, 35% do lixo produzido foi despejado em lixões. Já aos aterros controlados foi destinado 23% do lixo brasileiro. Esse sistema possui algum tipo de cobertura do solo, entretanto não dispõe da impermeabilização e do tratamento de chorume, líquido tóxico decorrente da decomposição de resíduos sólidos.

O destino adequado do lixo é em aterros sanitários, pois eles têm a impermeabilização adequada do solo e

Continue lendo na Revista Piauí.