Biden eleito oficialmente e, do G20, só Bolsonaro não viu

No mesmo dia em que os americanos já distribuíam a vacina da Pfizer que a FDA havia autorizado na véspera, em cada estado do país os eleitores designados cumpriram seu papel ritual. Sem votos fora do lugar, no Colégio Eleitoral, confirmaram os resultados das urnas e elegeram formalmente Joe Biden para a presidência dos EUA por 306 votos a 232. “Não consigo me ver arriscando nossas normas, tradições e instituições para mudar os eleitores para Trump apenas porque alguns acreditam que houve muita…


Continue lendo no Canal Meio.