STF encontra indícios de crime eleitoral em site bolsonarista

O ministro Alexandre de Moraes, do STF, autorizou o compartilhamento de dados de uma busca e apreensão, realizada contra um site bolsonarista no inquérito dos atos antidemocráticos, com a investigação sobre esquema de disparos de WhatsApp na campanha de 2018, caso revelado pela Folha.

O pedido ao ministro foi feito por uma delegada da Polícia Federal, responsável pela busca, sob o argumento de que elementos encontrados podem interessar à apuração relacionada à eleição presidencial.

Os empresários Ernani Neto e Thais Chaves, donos de páginas bolsonaristas como a Folha Política, foram os alvos da busca, agora compartilhada. A delegada do inquérito de atos antidemocráticos é Denisse Ribeiro.

Neto e Thais chegaram a ter suas contas excluídas pelo Facebook por violação de regras em 2018, quando já coordenavam uma rede a favor do então candidato Jair Bolsonaro. Eles também são investigados por fake news.

Redação com Folha

O post STF encontra

Continue lendo no Blog da Cidadania.