Eleição deixou todos do mesmo tamanho

Foto: Reprodução

Uma nova correlação de forças deve surgir na política a partir das eleições municipais, na avaliação do cientista social Marcos Nobre. Isso não significa que Jair Bolsonaro tenha perdido capital eleitoral nem que um antagonista ao presidente tenha aparecido, mas o desenho partidário nas prefeituras deve permitir que direita e esquerda dialoguem sobre eventual frente democrática.

Professor de Filosofia Política na Unicamp e presidente do Centro Brasileiro de Análise e Planejamento (Cebrap), Nobre disse ver o cenário político após estas eleições municipais dividido em três blocos: o do Centrão bolsonarista, o da direita tradicional e o da esquerda. Sem um líder evidente em cada um desses universos, a única saída será a formação de alianças, afirmou o professor.

Que fenômeno mais chamou a atenção nestas eleições?

O mais importante resultado foi a reorganização do campo político em três campos. Desde o momento em que Bolsonaro se aproximou de

Continue lendo no Blog da Cidadania.