“A elite não aceita que a filha do porteiro estude no exterior”, diz mestranda brasileira na Europa

Os ventos que sopravam no apartamento do casal de migrantes nordestinos instalado em Ipanema, por obra do acaso e do trabalho, não costumavam ser tão inspiradores ou generosos quanto os conselhos de professores que ajudariam sua única filha a descobrir uma vocação. Jerônimo Figueiredo e Maria José Juvenal são os pais de Gabriella Juvenal Figueiredo, mestranda em história da arte pela Universidade de Navarra, na Espanha, a primeira da família a cursar faculdade, uma menina que cresceu entre o choque de classes no bairro mais famoso do Rio de Janeiro.

Seguir leyendo

Continue lendo no EL PAÍS Brasil.