Para tentar apagar sua liderança no motim da PM, Capitão Wagner usa coluna de jornal, mas é desmentido por jornalista

No primeiro programa eleitoral do 2° turno, o candidato a Prefeito de Fortaleza apoiado pelo presidente Jair Bolsonaro, Capitão Wagner (PROS), usou o espaço para tentar apagar sua relação com o presidente e a liderança no motim da Polícia Militar do Ceará no início deste ano.

Em um dado momento do programa eleitoral, o bolsonarista usa a coluna do jornalista Érico Firmo, do Jornal O Povo, publicada em 05 de fevereiro deste ano, para tentar convencer os eleitores de que não liderou o movimento ilegal que aterrorizou o estado por 13 dias e causou 312 homicídios.

Porém, na coluna publicado nesta sexta-feira, 20, o colunista do O Povo, um dos jornalistas mais respeitados do Ceará, afirma que o candidato do PROS usou o texto que foi publicado antes do estopim do motim.

“Wagner também citou, novamente, uma coluna que eu escrevi, na qual dizia – e salientei na época


Continue lendo no O Cafezinho.