Dados indicam eleitor de Covas menos convicto

Foto: Reprodução/Istoé

Candidato à reeleição em São Paulo, Bruno Covas (PSDB) parece ter sido especialmente prejudicado pelo aumento da abstenção nas eleições deste ano: as ausências cresceram mais nos bairros pobres, justamente o eleitorado no qual ele tinha mais vantagem, segundo as pesquisas de opinião anteriores ao pleito.

Se repetida a alta abstenção no segundo turno, especialmente nessas áreas, Covas pode ter essa dificuldade adicional na disputa contra Guilherme Boulos (PSOL).

Para fazer essa análise, a Folha comparou a variação da abstenção nas zonas eleitorias entre as eleições municipais de 2016 e 2020.

As áreas que tiveram os maiores aumentos nas abstenções foram Vila Formosa (42,2%), Cidade Tiradentes (42%), Perus (40,8%), Guaianazes (40,6%), Vila Jacuí (40%) e Brasilândia (39%), todas em regiões periféricas da capital paulista.

Redação com Folha  

O blogueiro Eduardo Guimarães foi condenado pela Justiça paulista a indenizar o governador João Doria em 20 mil reais. A causa

Continue lendo no Blog da Cidadania.