Entrevista: 'Esquerda levou a sério o exemplo da Marielle', diz cientista político da UFRJ

A onda de candidaturas de esquerda eleitas para as câmaras municipais no domingo parece um fruto do exemplo de Marielle Franco, avalia o cientista político Josué Medeiros, professor adjunto da Universidade Federal do Rio de Janeiro, em entrevista ao Intercept.

“Me parece que a esquerda levou a sério o exemplo da Marielle. Aquilo que em 2016 foi exceção – pois foi a própria Marielle quem criou seu espaço – se generalizou. Do ponto de vista da análise política, é muito impressionante como o quadro é novo.

No Rio de Janeiro, o Psol destronou Carlos Bolsonaro, o 02, e fez o vereador mais votado, Tarcísio Motta, e se tornou a maior bancada da Câmara ao lado de DEM e Republicanos. Em São Paulo, elegeu uma vereadora trans, Erika Hilton, triplicou sua presença e se tornou a terceira maior bancada no Legislativo municipal. Até a conservadora Curitiba

Continue lendo no The Intercept.