A segunda derrota de Bolsonaro

Em 2018, as eleições dominaram e foram dominadas (até certo ponto) pelas redes sociais. Para muitos, foi a principal razão da eleição do presidente Jair Bolsonaro, além de azedar  muitos Natais em família daquele ano, tamanha a polarização. Dois anos depois, o cenário se mostrou bastante diferente. Com a pandemia e a dificuldade de se fazer campanha nas ruas, havia a expectativa de que os comícios e passeatas em apoio aos candidatos fossem substituídos por uma grande mobilização digital. Contudo, o que se viu foi que a eleição 2020 não encontrou muito espaço no debate das redes sociais. Vantagem para os candidatos incumbentes, já com mandato, ou para aqueles com algum recall de votos, que estavam na memória do eleitor, como mostraram os resultados das urnas nas principais cidades. 

window.uolads && window.uolads.push({ id: “banner-300×250-area” });

 

Um ponto importante para entender o porquê dessa situação passa pelo

Continue lendo na Revista Piauí.