O rato que ruge, versão Bolsonaro

Para enfrentar a pandemia, “tem que deixar de ser um país de maricas”, porque “todos nós vamos morrer um dia, aqui todo mundo vai morrer.” Para enfrentar as pressões internacionais, “quando acabar a saliva, tem que ter pólvora.” Bolsonaro, que nunca se curou de idiotice, parece que teve um súbito agravamento do seu grave quadro […]

O post O rato que ruge, versão Bolsonaro apareceu primeiro em TIJOLAÇO.

Continue lendo no Tijolaço.