Governo pagou nove vezes mais emendas para o PSL em 2020

O PSL se tornou desafeto do presidente Jair Bolsonaro, mas não pode reclamar que não recebe dinheiro do governo. Em 2020, até outubro, o Executivo pagou R$ 459 milhões em emendas parlamentares propostas por deputados e senadores do PSL. É um verba nove vezes maior do que a recebida no ano passado – no mesmo período de 2019, foram R$ 51,9 milhões para o partido. Se forem consideradas só as emendas apresentadas e pagas no mesmo ano, o crescimento é ainda maior: nesse caso, as verbas decuplicaram.

window.uolads && window.uolads.push({ id: “banner-300×250-area” });

O partido que elegeu Bolsonaro tem hoje, graças a ele, uma das maiores bancadas do Congresso. Mas, embora venha aumentando sua fatia no bolo das emendas, o PSL ainda passa longe do valor que é pago em emendas dos grandes e velhos partidos. MDB, o líder dessa lista, teve R$ 831 milhões pagos em

Continue lendo na Revista Piauí.