Procure nas cuecas

(Foto:Jefferson Rudy/Agência Brasil)

Parece paródia das queimadas amazônicas mas o cenário é a Índia. E o relato, a angústia de um fotojornalista para localizar a aldeia que explodiu durante um terremoto. A área era do interesse de um poderoso empreendedor que construía prédios no local e não queria seus negócios afundando pela bisbilhotice do jornalista. O resultado são 71 minutos de personagens negando a tragédia e reprimindo quem se atrevia a apontá-la. Tremor, de Balaji Vembu Chelli, integra os 200 filmes da 44ª Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, virtual, entre os dias 22 de outubro e 4 de novembro.

É triste descobrir no cardápio da Mostra que cada vez nos identificando mais com ficções ou documentários da face escura do planeta, menos com a Escandinávia. É o caso

Continue lendo no Observatório da Imprensa.