Merval e os “enganados de Bolsonaro”: passou da hora da elite assumir seus erros. Por Fernando Brito

Merval em palestra na Fecomércio-RJ

Originalmente publicado por TIJOLAÇO

Por Fernando Brito

A gente tenta não ler o que escreve Merval Pereira, mas, com esta história de se acostumar a usar máscaras antivirais volta e meia se arrisca a isso. E, sinceramente, não sabe se ri ou chora, diante do “cobrador de autocríticas do PT” escrevendo que foi todo mundo – ele não se inclui, claro – “enganado por Bolsonaro”.

O ex-capitão, diz ele, foi eleito porque ainda que cego na economia, mas seria conduzido pelo bom cão-guia liberal Paulo Guedes e pelo campeão da anticorrupção que grasnava como Rei do Pedaço judicial.

Foi eleito em boa parte pelo programa de economia liberal do hoje ministro da Economia, Paulo Guedes. O eleitorado das grandes cidades e das capitais, o mercado financeiro, industriais, empresários, apoiaram o presidente na esperança de que, como admitia não entender nada de economia, deixaria Guedes dar as cartas.

Continue lendo no Diário do Centro do Mundo.