Santos Cruz vê gravidade extrema em ameaças de Braga Netto

Foto: Wilson Dias/Agência Brasil

O general da reserva Carlos Alberto dos Santos Cruz, ex-ministro da Secretaria de Governo de Jair Bolsonaro, criticou o fato do ministro da Defesa, general Walter Braga Netto, enviar um interlocutor para falar ao presidente da Câmara, Arthur Lira (Progressistas-AL), que não haveria eleições sem voto impresso. A informação foi revelada em reportagem do Estadão publicada nesta quarta-feira, 22.

“É um assunto muito sério fazer uma ameaça de não haver eleição. Eleição é um dos fundamentos da democracia, é uma coisa que não pode ser ameaçada”, afirmou Santos Cruz ao Estadão. “Uma coisa é o aperfeiçoamento do sistema eleitoral, você pode discutir. Agora, a existência da eleição, não. A existência da eleição não pode ser contestada”, criticou o general, que era aliado de Bolsonaro, mas saiu do governo após entrar em conflito com os filhos do presidente.

Para o ex-ministro Santos Cruz, o Ministério da Defesa

Continue lendo no Blog da Cidadania.