Guedes justifica criação de ministério para acomodar Centrão

Foto: Pablo Jacob / Agência O Globo

O ministro da Economia, Paulo Guedes, defendeu nesta quinta-feira (22) a minirreforma ministerial anunciada pelo presidente Jair Bolsonaro. As mudanças a serem promovidas vão recriar o Ministério do Trabalho, que hoje está sob responsabilidade de Guedes.

Guedes disse que a mudança não vai mexer no “coração” da política econômica do governo. Afirmou ainda que é natural o governo reformular a equipe para buscar mais apoio no Congresso.

Uma das mudanças deve ser a ida do senador Ciro Nogueira (PP-PI), membro do Centrão, para a Casa Civil.

“Está havendo reorganização interna sem nenhuma ameaça ao coração da política econômica. Zero ameaça”, afirmou Guedes.

Quem deve assumir o Ministério do Trabalho é o atual ministro da Secretaria-Geral da Presidência, Onyx Lorenzoni. Guedes afirmou que Lorenzoni está alinhado com a política econômica do governo.

“Não vai mudar orientação da política econômica. Ela é a mesma. Quando

Continue lendo no Blog da Cidadania.