Câmara vai convocar Braga Netto para “explicar” ameaça de golpe

Foto: Fabio Rodrigues Pozzebom/Agência Brasil

Deputados se manifestaram contra as ameaças à democracia feitas pelo o ministro da Defesa, o general do Exército Walter Braga Neto. Segundo o jornal O Estado de S. Paulo, o militar fez uma advertência intimidatória ao presidente da Câmara, Arthur Lira (PP-AL), por meio de um interlocutor, em particular, e afirmou que, sem o voto impresso, não haveria eleições no próximo ano. Há grande possibilidade de que Braga Neto seja convocado à Câmara para se explicar. A declaração está fora do que define a Constituição Federal sobre o papel das Forças Armadas, e a proposta de emenda à Constituição que debate a mudança no sistema eleitoral brasileiro só não perdeu no voto graças a uma manobra de governistas.

O ex-presidente da Câmara, Rodrigo Maia (sem partido) cobrou que o alto comando das Forças Armadas venha a público desfazer a crise que provocou, e que acabou

Continue lendo no Blog da Cidadania.