Os doze lançadores do ódio pelas redes sociais

Crédito: pikisuperstar

O número doze poderia ser considerado mágico. Os deuses gregos do Olimpo eram doze, os mostradores dos relógios marcam doze horas, meio-dia e meia-noite, os signos do zodíaco são doze, o ano se divide em doze meses, havia doze tribos em Israel e eram doze os apóstolos escolhidos por Cristo. Doze ou uma dúzia.

E são doze pessoas as principais responsáveis pela desinformação, pelo negacionismo, pelas mentiras e teorias de conspiração, relacionadas principalmente com as vacinas para o vírus covid-19, distribuídas pelo Facebook. A pesquisa foi feita pela organização anglo-americana, citada pelo presidente Biden, Centro para Combater o Ódio Digital (CCDH).

Esses doze apóstolos do ódio destilado pelas fake news são seguidos por 59 milhões de pessoas. As notícias falsas são por elas redistribuídas

Continue lendo no Observatório da Imprensa.