71 anos do Maracanaço e do frango que não existiu: como a gente enxerga na ausência das imagens?

Foto: Arquivo Nacional

Nesta sexta-feira, dia 16, completam-se 71 anos do chamado “Maracanaço”, considerado uma das maiores “tragédias” do futebol brasileiro. Seguramente, até 2014, era vista como a pior de todas, mas aí veio o 7 a 1. O Brasil, maior vencedor de Copas do Mundo, não guarda boas lembranças como anfitrião da competição, seja em 1950 ou em 2014.

Muito já foi dito e chorado a respeito daquele fatídico 16 de julho de 1950, em que o Uruguai, de virada, derrotou o Brasil por 2 a 1 em pelo Maracanã lotado [1]. O atacante Ghiggia, aos 34 minutos do segundo tempo, receberia a bola pela ponta direita e daria um chute cruzado balançando as redes de Barbosa, goleiro da seleção brasileira e do Vasco da Gama. Embora reverenciado pela torcida vascaína,

Continue lendo no Observatório da Imprensa.