Mais da metade dos pensionistas das Forças Armadas são filhas de militares

No ano passado, o governo federal pagou 236 mil pensões a parentes de militares que morreram. A maioria desses benefícios foi destinada a filhas de militares – elas respondem por 140,1 mil pensões. Viúvas e viúvos (considerando tanto cônjuges quanto companheiros) responderam por 78 mil pensões. Em seguida vêm irmãos (com 4,2 mil pensões) e filhos (3,5 mil). As demais pensões se dividiram entre pessoas de outros parentescos, como mães, pais e netos(as) de servidores das Forças Armadas.

window.uolads && window.uolads.push({ id: “banner-300×250-area” });

Ao todo, o governo gastou 19,3 bilhões líquidos com pensões pagas a parentes de militares, no ano passado. Somando com os benefícios pagos a parentes de civis, foram gastos em 2020 R$ 36,6 bilhões com pensões do governo federal. Os dados foram divulgados no Portal da Transparência no final de junho, após a agência de dados Fiquem Sabendo cobrar reiteradamente o Tribunal

Continue lendo na Revista Piauí.