Até quando, Bolsonaro, abusarás da nossa paciência?

Foto: Isac Nóbrega/PR

Até quando, Bolsonaro, abusarás da nossa paciência? Por quanto tempo a tua loucura há de zombar de nós? A que extremos se há de precipitar a tua desenfreada audácia? Nem a guarda do Alvorada, nem a vigilância constante da imprensa, nem o temor de Deus e do povo, nem a afluência de todos os homens de bem, nem a CPI do Senado, nada disto consegue te perturbar?

Esse texto não é meu, mas do cônsul romano Marco Túlio Cícero, pronunciada 63 anos Antes de Cristo, no templo de Júpiter, o deus da época, denunciando o senador Lúcio Sérgio Catilina, um hipócrita, mentiroso, populista, que conspirava um golpe na República romana da época, governada por magistrados com o Senado. O golpe consistiria no assassinato dos dois

Continue lendo no Observatório da Imprensa.