A intimidação a Leandro Demora e o reflexo da nossa frágil democracia

O jornalista Leandro Demori, Editor-Executivo do site The Intercept Brasil (TIB). (Foto: Divulgação/TIB)

O ano é 2021 mas o passado autoritário, que nos transporta para 1964, infelizmente, ainda se faz presente. No meio de um país mergulhado numa crise sanitária — uma tragédia humanitária que tirou a vida de mais de 500 mil pessoas — econômica e política, a Polícia Civil do Rio de Janeiro (PCRJ) decidiu de forma arbitrária, investigar o jornalista catarinense Leandro Demori, editor-executivo do The Intercept Brasil.

A “intimação” que na verdade é uma intimidação, veio da Delegacia de Repressão aos Crimes de Informática (DRCI), após a publicação de uma newsletter, no dia 8 de maio, sobre a existência de um possível grupo de matadores na Coordenadoria de Recursos Especiais (CORE), grupo especial de operação da PC do

Continue lendo no Observatório da Imprensa.