A pesquisa XP e por quem os sinos dobram

A pesquisa XP/Ipespe divulgou hoje seu último relatório de avaliação de governo e intenções de voto para as eleições presidenciais de 2022.

A rejeição ao governo Bolsonaro bateu novo recorde, chegando ao recorde de 50% de ruim e péssimo, sendo 56% nas capitais, e a desaprovação à maneira do presidente administrar o país também atingiu seu ponto máximo, 60%.

Bolsonaro já viveu uma crise aguda de imagem antes, no início da pandemia de 2020, na contramão de governadores e prefeitos, que experimentaram um crescimetno vigoroso de sua aprovação, o que inclusive facilitou a reeleição ou sucessão de muitos.

A razão da crise em 2020 foi causada pelo sentimento público de repulsa à maneira irresponsável com que Bolsonaro reagiu à chegada da pandemia ao país, posicionando-se sempre contra a ciência e a medicina.

O presidente nunca mudou sua postura, e apenas ontem, quinta-feira 10 de junho, fez pronunciamentos e


Continue lendo no O Cafezinho.