No palco com a cloroquina

O início da CPI da Covid-19 no Senado deu esperanças a boa parte da população, angustiada com a falta de vacinas, o recorde de mortes e o avanço de uma possível terceira onda, de que as dúvidas sobre a atuação do governo federal na pandemia fossem elucidadas. O governo comprou vacinas? Ajudou no desenvolvimento das mesmas? Forjou a quebra de regras de isolamento? Fez campanha por medicação sem comprovação científica?

window.uolads && window.uolads.push({ id: “banner-300×250-area” });

As primeiras sessões pareciam promissoras, com os convocados alinhados ao presidente Jair Bolsonaro tentando reforçar a versão governista – tudo o que podia ser feito foi executado, em especial no Ministério da Saúde. As agências de checagem, tão importantes na eleição de 2018, ganharam o auxílio de usuários comuns das redes, que municiam os senadores com informações em tempo real – apontando contradições nos depoimentos dos convocados. Parecia que chegaríamos

Continue lendo na Revista Piauí.