Pazuello depõe hoje sob ataque do governo

A Advocacia-Geral da União anunciou, ontem, ter identificado duas obras sem licitação executadas pelo Ministério da Saúde durante a gestão de Eduardo Pazuello. Justamente o general que depõe, hoje, na CPI da Covid. A AGU é controlada por André Mendonça, um dos mais leais subordinados do presidente Jair Bolsonaro, que no momento disputa vaga no Supremo Tribunal Federal no papel de ministro ‘terrivelmente evangélico’. As obras, no valor de R$ 28,8 milhões, foram ordenadas por militares…


Continue lendo no Canal Meio.