Imprensa esportiva calou-se no caso da vacinação do Atlético Goianiense no Paraguai

Foto: Reprodução /Twitter Alejandro Domínguez

O fato. Na semana passada, quinta-feira (06/05), o time de futebol do Atlético Goianiense, de Goiânia (GO), estava em Assunção, capital do Paraguai, para disputar uma partida contra o Libertad, válida pela Copa Sul-Americana. Após a vitória por 2 a 1, todos os 44 integrantes da equipe brasileira receberam as primeiras doses da vacina SinoVac, doadas pela organizadora da competição, a Confederação Sul-Americana de Futebol, a Conmebol, como é conhecida, que tem a sua sede em Luque, uma cidade da região metropolitana de Assunção. A Conmebol recebeu 50 mil doses da vacina que pretende distribuir a times de futebol dos 10 países, incluindo o Brasil, que fazem parte da confederação. Alejandro Dominguez, o presidente da Conmebol, disse que essas vacinas são uma contribuição da organização para o

Continue lendo no Observatório da Imprensa.