Tempo de viver e tempo de contar

Prof. Venício Artur de Lima. (Foto: Luis Gustavo Prado/Secom UnB)

Li inicialmente Parceiros de Caminhada, de Venício A. de Lima, com muito gosto pela cativante prosa de seu autor, e depois com insopitável gana e a sensação de quem está diante de rico e relevante testemunho, a ponto deste superar o declarado viés autobiográfico. O volume de duzentas páginas vai bem mais além do que a pura “memória” da experiência de vida de um professor universitário.

Na verdade, percorre a sua história desde lances reveladores de sua cândida infância em sua Sabará natal, Minas Gerais, nos anos de 1940, até os dias de hoje, com sua atuação como operoso didata e pensador no campo da sociologia política, respaldado em larga gama de títulos acadêmicos, dentro e fora do país, sendo o mais recente o

Continue lendo no Observatório da Imprensa.