Miriam Leitão: onde fica o centro? Por Valter Pomar

Publicado originalmente no blog do autor

Por Valter Pomar

Miriam Leitão. Foto: Reprodução/YouTube

No dia 2 de maio, a jornalista Miriam Leitão publicou um artigo intitulado “Centro não é o ponto entre dois extremos”.

O artigo circulou bastante em listas de petistas e houve pelo menos um velho companheiro que disse estar “surpreso, mas tinha que concordar com a jornalista”, entre outros motivos por ela ter dito que “na disputa entre Lula e Bolsonaro não há dois extremistas. Há um: Bolsonaro”.

Sinceramente não consigo atinar o motivo da surpresa. O autodenominado centro aprendeu com 2018 e tentará não repetir o erro em 2022, associando-se a um presidente tão “pesado”. E isto não é novidade, nem no Brasil onde a Globo fez “autocrítica” do apoio à ditadura, nem na Alemanha pós Segunda Guerra, onde não se achava quem houvesse votado em Hitler.

Portanto, tende a crescer o número dos que pedirão

Continue lendo no Diário do Centro do Mundo.